Rede Manchete

Olho por Olho

Sobre Olho por Olho

Olho por Olho - 1988
Olho por Olho - 1988

Depois da boa repercussão de Corpo Santo, a Rede Manchete investia no mesmo tema, contando, mais uma vez, com o talento de José Louzeiro em roteiros como esse, com clima policial e marginalidade carioca.

Olho por Olho teria Maitê Proença no papel principal, e direção geral de José Wilker. Mas Wilker se desligou da Manchete por discordar da forma como as revistas influenciavam nos investimentos feitos na TV. Maitê, por outro lado, ficou irritada com a campanha de relançamento de Dona Beija, que apelava para a nudez da atriz. Ela foi substituída por Renee de Vielmond.

Não chegou a ter a audiência esperada.

SINOPSE

Após o assassinato do patriarca Horácio Falcão, sua mulher Ana Paula e os quatro filhos (Justo, Máximo, Caio e Júlio) juram vingança. Após eliminar dois dos matadores do pai, a família parte para o Rio de Janeiro em busca de proteção e para localizar o terceiro homem que participou do assassinato.

No Rio, Justo envolve-se com o Capitão Flores, ligado à repressão da época da ditadura militar, e Antônio Barjal, um empresário mafioso. Enquanto isso, Máximo se alia a Rico, passando a frequentar o sub-mundo da prostituição masculina. Neste cenário está a prostituta Paula, por quem Máximo se apaixona.

Por Miguel Rivera, em 21/03/2006

leia também sobre Olho por Olho

artigos

ver todos