Rede Manchete

Mandacaru

O Público pode decidir final de 'Mandacaru' + Entrevista de Carla Regina

Por Ricardo Santos de Almeida, em 05/06/2006
Carla Regina como
Carla Regina como 'Juliana' em Mandacaru (1997-1998).
À mercê do público

No melhor estilo "Você Decide", são os espectadores que influirão no destino de Juliana, personagem de Carla Regina em "Mandacaru"

Por: Gilse Guedes da Agência Estado

A destemida Juliana (Carla Regina), de "Mandacaru", será o centro das atenções no fim da novela. O diretor da novela da Manchete, Walter Avancini, vai dar uma chance ao público, que poderá optar pelo destino da personagem no estilo "Você Decide", assim como já ocorreu em "Xica da Silva". Avancini decidiu esticar por mais dois meses o final de "Mandacaru" para que a próxima novela - "Brida", inspirada no romance homônimo de Paulo Coelho - não seja interrompida logo no desenrolar da história pela Copa da França. Carla disse que ficou surpresa ao receber a notícia. Ela jura que não sabe com quem a personagem vai terminar, mas torce por sua felicidade. Apesar de ter iniciado sua carreira em televisão na Globo, como a Jane, de "Malhação", esta é a terceira novela de Carla na Manchete. "A Globo é uma grande empresa e o sonho de todo artista porque é a emissora onde você se projeta. Mas adoro trabalhar na Manchete porque as pessoas são muito unidas", acrescenta a atriz.


ENTREVISTA/ Carla Regina

O Avancini vai esticar a novela para que "Brida" comece depois da Copa do Mundo. O que você achou disto?

Carla Regina - Eu não esperava por isso. A novela iria terminar em março e a decisão do Avancini pegou todo mundo de surpresa. Mas foi melhor assim até para desenvolver um pouco mais a história.

Isto não pode tornar cansativa a novela?

Carla - Não, justamente porque agora é que as coisas começaram a acontecer em Jatobá. Todo mundo estava aguardando por esse momento, esperando que ocorresse alguma coisa a mais na novela. Toda a rebeldia está vindo à tona agora.

O final de Mandacaru vai ser no estilo "Você Decide", com o público escolhendo o final. O que você acha da idéia?

Carla - Pois é, o público é quem vai escolher com quem a Juliana vai ficar: como o Tirana ou com o Aquiles. Eu mesma nem sei em quem votaria. Isso já aconteceu em "Xica da Silva", quando o Guilherme Piva e a Giovana apresentaram finais alternativos: se o contratador (Victor Wagner) ficaria com a Xica, sozinho ou com a Violante. Eu acho ótima a maneira de envolver o público porque faz uma integração com o telespectador fiel. E para mim, isso foi uma grande surpresa, porque fiquei sabendo através da imprensa. Não tenho tido muito contato com o Avancini porque ele fica mais no estúdio e nós estamos gravando mais na cidade cenográfica.

Mas e você, acha que a Juliana vai ficar com quem?

Carla - Não faço a mínima idéia. Eu adoro o Victor e o Murilo, mas quem terá de escolher mesmo será o público. As pessoas vão ter de optar entre o certinho e o diferente. Se ela vai ficar na cidadezinha, ou não.

A Manchete sempre opta por novelas que buscam um diferencial em relação às novelas da Globo. Você prefere este estilo?

Carla - A Manchete prefere investir em novelas de época e o Avancini faz isso muito bem. Dá muito mais trabalho, mas eu estou amando. Na Globo não tem dessas coisas e isso eu senti isso de perto quando fiz a Jane, em "Malhação". Em "Mandacaru" houve muita pesquisa. No começo da novela, os atores receberam pacotes de pesquisa. Você tem de conhecer o sotaque, a dança...

Você tem vontade de voltar para a Globo?

Carla - A Globo é uma grande empresa e o sonho de todo artista porque é a emissora onde você se projeta. Quem fala que não quer trabalhar na Globo está mentindo. Há muita divulgação. Eu gostei de trabalhar lá. Mas adoro trabalhar na Manchete porque as pessoas são muito unidas.

Você foi chamada para fazer "Brida"?

Carla - Não sei se vou estar em "Brida" porque o Avancini tem um esquema de trabalho diferente. Ele espera o desenrolar do trabalho com o ator para não misturar as coisas. Além disso, eu estou muito centrada em "Mandacaru" e não estou pensando em outros projetos. Só sei que quero continuar em novela. Não quero parar mais, já faz parte da minha vida. Mas se tiver um papel em "Brida", ele será totalmente diferente. Eu fiz a Das Dores, em "Xica da Silva", e a Diva em "Tocaia". Agora, estou com a Juliana. As três têm características bem diferentes.

Fonte: AN Tevê
Por Ricardo Santos de Almeida, em 05/06/2006

leia também sobre Mandacaru

artigos

ver todos