Rede Manchete

Trajetoria da Manchete

1984-1990: anos de Sucesso

Vinheta Pós-Chamadas - 1988
Vinheta Pós-Chamadas - 1988
Em fevereiro de 1984 a Rede Manchete estreou na transmissão dos desfiles das escolas de samba do Rio de Janeiro, ocorridos no recém inaugurado Sambódromo da Marquês de Sapucaí. A Manchete transmitiu o evento com exclusividade. A Rede Globo se recusou em cobrir a festa, devido os atritos entre Leonel Brizola, então governador do estado fluminense, e Roberto Marinho, proprietário da emissora. A transmissão foi ao vivo e deu a Manchete liderança folgada no Rio de Janeiro.

O ano marcou também pela criação do núcleo de dramaturgia e pela transmissão dos comícios das "Diretas Já".

Em julho, a emissora transmitiu pela primeira vez os Jogos Olímpicos, realizado em Los Angeles.

Ainda naquele mês, entrava no ar "Antônio Maria", a primeira novela produzida pela emissora e a série humorística "Tamanho Família".

No mês de agosto a Manchete começou a gravar e exibir a primeira produção de dramaturgia, a minissérie, a Marquesa de Santos, protagonizada por Maitê Proença e Gracindo Jr.. Na história, a Marquesa de Santos, era umas das amantes do imperador D. Pedro I, que embora seja casado com a Imperatriz Leopoldina, tinha várias amantes sendo ela a mais conhecida. A trama, repleta de escândalos palacianos que teriam levado à renúncia de D. Pedro em 1831, em meio da maior crise política e social. A mini-série foi um sucesso de audiência.

Em 15 de março de 1985, a rede faz cobertura a posse até então vice-presidente José Sarney, o primeiro civil a assumir a presidência desde o golpe militar de 1964, pois o Tancredo Neves foi internado na véspera da posse. A emissora faz cobertura da agonia e a morte de Neves ocorrida em 21 de abril do mesmo ano.

No mesmo ano, na primeira fase, como parte da programação voltada para os jovens, é exibido o FM TV nos finais de tarde, o programa de videoclips musicais cuja linguagem visual antecipava a atual MTV Brasil. Alguns de seus apresentadores tornaram-se nomes conhecidos do grande público: Tim Rescalla, Patrícia Pillar, Emílio Surita e João Kléber.

Os primeiros sinais de prejuízo surgiram em fevereiro de 1986. A rede acumulava um prejuízo de 80 milhões de dólares e uma dívida que chegava a 23 milhões de dólares. Apesar disso, a partir desse ano, são exibidas outras telenovelas de sucesso produzidas pela Manchete, como a Dona Beija, lançada em abril.

Em 21 de abril, ganha nova afiliada em Amazonas e Rondônia: a Rede Brasil Norte.

Em junho, transmitiu pela primeira vez a Copa do Mundo de Futebol, diretamente do México.

Com o agravamento da crise, no mês de setembro acontece a primeira greve de funcionários.

Apesar disso, entre 1986 a 1991, chega a ser a segunda maior rede de televisão do Brasil e a terceira maior potência na TV da América Latina (perdendo apenas a Rede Globo e a rede de televisão mexicana Televisa).

A TV Brasília, que até então era afiliada do SBT passa a retransmitir a rede em junho, se tornando a principal afiliada.

José Wilker chega ao final do ano para reforçar o núcleo de dramaturgia e coloca no ar em março de 1987 a novela policial "Corpo Santo".

Em abril, a emissora estréia "Nave da Fantasia", um programa infantil, com outra revelação do talento da apresentadora Angélica, então com apenas 13 anos e que estudava na sétima série do 1º Grau.

Em julho, nova crise na Rede Manchete e são demitidos cerca de 100 funcionários. A linha de shows é desativada. Adolpho Bloch confirma a intenção de vender a rede. No segundo semestre, Angélica passa a apresentar o "Clube da Criança", totalmente reformulado.

Em 1988, depois de cinco anos insistindo a programação de alto nível, com documentários, jornalismo e programas de entrevistas, a dívida da Rede Manchete sobe para os 34 milhões de dólares, provocando a extinção de programas, que não deram audiência e anunciantes. O investimento de televisão de primeira classe, não teve retorno financeiro e nem audiência, levando a extinção de programas, quase todos na época da estréia de 1983. Os grandes anunciantes não demonstraram qualquer interesse neste tipo de programação, preferindo nas redes Globo, SBT e Bandeirantes, todas com programações populares.

Em mais uma tentativa de salvar a emissora são colocados no ar 19 novos programas, entre eles: o humorístico "Cadeira de Barbeiro", com Lucinha Lins e Cacá Rosset e o "Sem Limite" com Luiz Armando de Queiroz. Nas manhãs, o espaço era do jornalismo com a exibição do noticiário "Repórter Manchete". À tarde faziam sucesso os seriados "Jaspion" e "Changeman".

A emissora transmitiu em setembro, as Olimpíadas de Seul, a segunda olimpíada.

Em 1989, no mês de julho ia ao ar (com grande sucesso) a novela "Kananga do Japão", protagonizada por Christiane Torloni e Raul Gazolla. No esporte, destaque para as transmissões ao vivo dos jogos da "Copa Rio". No jornalismo "Documento Especial: Televisão Verdade", apresentado por Roberto Maia e dirigido por Nélson Hoineff. A emissora lançou o "Cabaré do Barata", com o humorista Agildo Ribeiro.

Em março de 1990, a Rede Manchete inicia a exibição da novela "Pantanal". A novela foi de grande sucesso e os índices de média na audiência da novela superaram pela primeira vez a da Rede Globo, tendo 40 pontos de audiência, a primeira vez que uma rede desbanca Globo desde 1975, quando a TV Tupi registrou a última liderança.

O Documento Especial: Televisão Verdade estréia na atração. Em junho, a emissora transmitiu a Copa do Mundo da Itália.

Em dezembro, ia ao ar a novela "A História de Ana Raio e Zé Trovão", sucedendo Pantanal, que tem a média de 16 pontos.

Nos primeiros e fim dos anos da Rede Manchete na década de 80, a emissora começou a ganhar as afiliadas e repetidoras em todo o Brasil.

Baseado no site Rede Manchete - Uma História de Sucesso, escrito por Diogo Montano: www.redemanchete.net/historia
Por Guilherme Barbosa, em 17/05/2009

leia também sobre Trajetoria da Manchete

artigos

ver todos