pra sempre no ar

Trajetoria da Manchete

1991: Emissora viaja pelo Brasil e volta sem dinheiro

09/04/2005 por Diogo Montano

Campanha de Lançamento de A História de Ana Raio e Zé Trovão
Prestigiado na Manchete pelo sucesso de Pantanal e impulsionado pelo conceito bem sucedido de renovação da linguagem dramatúrgica, Jayme Monjardim vai além. Com a difícil missão de dar prosseguimento ao sucesso de Pantanal, idealiza uma história que novamente abusaria do cenário natural brasileiro e do ritmo lento. Chamou Marcos Caruso e Rita Buzzar para desenvolver sua história e assim, em dezembro de 1990 colocou no ar a novela itinerante A História de Ana Raio e Zé Trovão, com Ingra Liberato e Almir Sater. A campanha de lançamento tinha ares de produção cinematográfica e a estréia deixava claro que a proposta era bem essa mesmo. Com o propóstio de "mostrar o Brasil que o Brasil não conhece", a novela terminou em outubro de 1991, percorreu 14 mil quilômetros, custou US$ 8 milhões, mas não repetiu o sucesso de Pantanal. Beirou os 20 pontos no Ibope, o que significava que a Manchete estava em 2º lugar no horário e, ainda assim, assegurava sua posição entre as 3 maiores redes de TV do país.

Neste mesmo ano, a emissora valorizou o Cinema Nacional, apresentando grandes filmes produzidos no Brasil.

Jornal da Manchete - 1991
Noite Dia, apresentado por Renato Machado
Renato Machado foi contratado para apresentar o Noite Dia, substituindo o Jornal da Manchete 2a Edição, ao lado de Ronaldo Rosas e Paulo Markun. O plantão do Jornal da Manchete foi o primeiro a noticiar a Guerra do Golfo. Luiz Carlos Azenha ancorou a cobertura da guerra direto do Iraque. Ainda neste ano os telejornais foram novamente reformulados e o cenários historico dos monitores do Jornal da Manchete foi abandonado, dando espaço para enormes tapadeiras azuis.

Dando continuidade as minisseries, a Manchete levou ao ar neste ano  Filhos do Sol, Ilha das Bruxas, O Farol, Na Rede de Intrigas, Floradas na Serra e O Guarani. Esta última foi protagonizada por Leonardo Brício e Angélica. Todas seguiram o mesmo conceito iniciado por Pantanal e perseguido por Ana Raio: explorar as belezas natuais do Brasil, abusando das cenas em externas, apimentadas com imagens de semi-nudez e recursos de surrealismo fantástico em suas estórias.

Em agosto de 91, foi noticiada a suposta venda da emissora para o empresário Paulo Octávio (deputado federal do PRN), amigo do presidente Fernando Collor, mas nada se concretizou. Enquanto isso, as dívidas com o Banco do Brasil e o Bradesco só cresciam

Depois de percorrer o país com sua caravana, Ana Raio e Zé Trovão chega ao final sem repetir o enorme sucesso de Pantanal, mas garantindo o segundo lugar em audiência. Mesmo recheada de ações de merchandising e colhendo os frutos dos planos comerciais inflados com as boas perspectivas criadas por sua antecessora, a novela gastou muito dinheiro. Aliado às condições econômicas do país, o fracasso do Plano Collor, a emissora entraria em 1992 mergulhada em pessimismo.

O desejo de se repetir o sucesso de Pantanal era latente. A ideia de se produzir uma continuação da trama de Benedito Ruy Barbosa foi descartada, porque o autor assinou contrato com a Rede Globo de Televisão. Traçando o paralelo óbvio, a emissora encomendou a Denise Bandeira e Jorge Duran a sinopse de Amazônia. O atraso na produção da novela, portanto, fez com que a emissora recorresse a uma minissérie para entrar na sequência de Ana Raio. O Fantasma da Ópera, protagonizada por Claudio Marzo e Carolina Ferraz, ficou no ar até o final de novembro, com 37 capítulos ao todo.


 
espalhe:
comentários
Menu » Home | Vídeos | Artigos | Fotos | História
 
Serviços » Login | Cadastre-se | Incluir Vídeo | Escrever Artigo | Incluir Foto
 
Novelas Jornalismo Infantis Mais
Pantanal
Ana Raio & Zé Trovão
Kananga do Japão
Mandacaru
Dona Beija
Xica da Silva
Corpo Santo
Mais Novelas
 
Jornal da Manchete
Carnaval da Manchete
Documentários
Esportes
Clube da Criança
Séries Japonesas
Cometa Alegria
Mais Infantis
Humorísticos
Variedades
Entrevistas
O Site » Quem Somos | Fale Conosco
 
Este site não possui qualquer relação comercial com a extinta TV Manchete Ltda.
No ar desde set/1999. Idealizado, mantido e desenvolvido por Diogo Montano
title= title=