pra sempre no ar

Carnaval da Manchete

O maior espetáculo da Terra.

11/04/2005 por Diogo Montano
Logotipo 1997 O Carnaval foi algo pelo qual Adolpho Bloch sempre teve um especial cuidado. Sua paixão pelo Carnaval ficava evidente quando, após os quatro dias de folia, chegavam às bancas suas revistas repletas de reportagens sobre o espetáculo. Fatos & Fotos, Manchete e Amiga chegavam até o leitor, recheadas de fotos do carnaval por todo o país. Com a Rede Manchete não poderia ser diferente: sua programação era inteiramente dedicada ao espetáculo, durante os quatro dias de folia. Durante os preparativos, a emissora sempre exibiu seus tradicionais boletins "Feras do Carnaval" e "Esquentando os Tamborins", mostrando os preparativos para o Desfile das Escolas de Samba do Rio. E entre os quatro dias, vários programas iam ao ar, entre eles, BOTEQUIM DO SAMBA, DEBATES DE CARNAVAL e JORNAL DO CARNAVAL.

As transmissões começaram já em 1984. A recém-nascida Manchete se preparava para cobrir com exclusividade os Desfiles da Escolas de Samba do Grupo Especial do Rio de Janeiro. E assim foi: Paulo Stein entrava em cena com Fernando Pamplona para transmitirem o espetáculo. Além deles, equipes de reportagens estavam espalhadas por todo Sambódromo. O resultado foi único: A emissora de Adolpho Bloch liderou a audiência, passando da marca dos 30 pontos percentuais, surpreendendo a Rede Globo.

A partir do ano seguinte, a Manchete começou a dividir a trasmissão com a Globo, perdendo sempre em audiência, mas registrando médias que só a toda poderosa atingia. O então diretor de programação da emissora, Rubens Furtado, dizia que o Carnaval era a chance que a Manchete tinha de mostrar que era maior e melhor que a Globo. Ele disse ainda que "Carnaval não dava lucro, mas trazia prestígio".

Em 1987 a disputa entre as emissoras se acirrava. Um confronto de logotipos marcava a entrada do sambódromo. Neste ano, a Manchete disponibilizou mil funcionários na passarela do Samba e trouxe novidades como a câmera-robô, que dispensava a presença de um cameraman nos lugares onde isso era impossível, e um helicóptero para fornecer imagens aéreas da Avenida.

Em 1991, Adolpho Bloch e suas empresas eram homenageados pela Escola de Samba Unidos do Cabuçu.


No ano de 1994, a emissora ficou sem exibir o desfile por falta de verbas. Se retringiu à transmissão do Carnaval pelo país. Mas em 1995 a cobertura voltava com força total.

Em 1997, com o slogan: Rede Manchete, Estação Primeira do Carnaval, a emissora tentava deixar claro a superioridade na cobertura . Os preparativos já eram mostrados desde outubro de 96, quando começaram a ir ao ar os boletins "Esquantando os Tamborins"e "Feras do Carnaval". E ainda, uma eleição deveria escolher qual seria a Musa do Carnaval naquele ano. O telespectador telefonaria e optaria entre uma mulata, uma morena e uma loira, e ainda concorria a vários carros 0Km do modelo "Palio" e um importado na final. A vencedora foi a loira Marcela Leite. Além da escolha da musa, a emissora trazia como novidade também o Desfile das Escolas de Samba de São Paulo.

Em 1999, por falta de recursos e devido à crise iniciada no final de 1998, a Manchete não teve recursos para transmitir o Carnaval. Nenhuma região foi coberta.

Uma coisa é certa: com o fim da Manchete, a tendência é a televisão se descuidar cada vez mais com relação a esse espetáculo. A concorrência forte que a Manchete representava era um grande catapulta para que ela, juntamente com a Rede Globo aperfeiçoassem cada vez mais suas coberturas e assim pudessem oferecer um show cada vez melhor para todos os telespectadores.

 
espalhe:
comentários
publicidade
fotos de 'Carnaval'
  • Duelo de Logotipos no Carnaval de 1986
  •  Vinheta de intervalo do Carnaval da Manchete, em 1995.
  • logo 1995 carnaval da manchete
  • Logotipo 1997
  • Vinheta de Carnaval - 1996
  • Logotipo 1996
fãs da manchete
Menu » Home | Vídeos | Artigos | Fotos | História
 
Serviços » Login | Cadastre-se | Incluir Vídeo | Escrever Artigo | Incluir Foto
 
Novelas Jornalismo Infantis Mais
Pantanal
Ana Raio & Zé Trovão
Kananga do Japão
Mandacaru
Dona Beija
Xica da Silva
Corpo Santo
Mais Novelas
 
Jornal da Manchete
Carnaval da Manchete
Documentários
Esportes
Clube da Criança
Séries Japonesas
Cometa Alegria
Mais Infantis
Humorísticos
Variedades
Entrevistas
O Site » Quem Somos | Fale Conosco
 
Este site não possui qualquer relação comercial com a extinta TV Manchete Ltda.
No ar desde set/1999. Idealizado, mantido e desenvolvido por Diogo Montano
title= title=