Rede Manchete

Tudo em Cima

Abertura de Tudo em Cima

TUDO EM CIMA - Eduardo Dusek
Já nasceu achando que era escolhido
Pra dono de indústria, excelente marido
Se olhava no espelho
Via um lindo fedelho
Olhar de galã em Mercedes vermelho
Sacou que era tarde, tarde pra burro
A ponta da faca enfiada no murro
O balão enchendo desse gás venenoso
Que vai matando mas é tão saboroso
Tudo em cima, hey, tudo em cima
Pisando no vizinho, alugando a menina
Tudo em cima, hey, tudo em cima
Na busca de amor
Em busca de uma propina
Retrato falado, formação de quadrilha
Iates de sobra, festa sul-maravilha
Ele com sede só bebendo champagne
Era tão índio quanto um txucarramãe
Sacou que era tarde, tarde pra burro
A ponta da faca enfiada no murro
O balão enchendo desse gás venenoso
Que vai matando mas é tão saboroso
Tudo em cima, hey, tudo em cima
Pisando no vizinho, alugando a menina
Tudo em cima, hey, tudo em cima
Na busca de amor
Em busca de uma propina...

Por Diogo Montano, em 07/06/2011

leia também sobre Tudo em Cima

artigos

ver todos